quinta-feira, 19 de julho de 2007

CUCA Araguaia recebe oficina de teatro do Tá na Rua


Durante os dias 18, 19, 20 e 21 de julho o Espaço CUCA Araguaia recebe a oficina de teatro do Grupo Tá na Rua - RJ.

Como parte da programação do festival de praia de Barra do Garças acontece entre os dias 19 e 21 de julho a 2ª oficina do Grupo Tá na Rua em Barra do Garças, e a 3ª no intercambio entre os Pontos Tá na Rua e CUCA Araguaia.

O projeto teve inicio em abril de 2006, durante o encontro de pontos de cultura TEIA. Em seguida foi realizada a primeira oficina em Barra do Garças no mes de julho, que fez nascer o Nucleo de Teatro do CUCA Araguaia. Em janeiro o Ponto de Cultura CUCA Araguaia levou componentes do seu nucleo para o Rio de Janeiro, durante a V Bienal da UNE, numa oficina na Casa do Tá na Rua. Agora acontece o 3º encontro dos pontos de cultura.

Nessa oficina serão trabalhados elementos da dramaturgia para espaços abertos. Como é o terceiro encontro os participantes partirão agora para a criação de um espetáculo a céu aberto que será apresentado no dia 22 de julho, domingo, com concentração na praça da matriz da cidade. O cortejo contará a história da cidade de Barra do Garças, com destaque para as lendas e mitos que cruzam o Rio Araguaia. Artistas da cidade participarão da apresentação que contará com a Banda Municipal, o grupo de percussão Baque Báe, o Bumba meu Boi, entre outros.

A oficina acontece no Espaço CUCA Araguaia. Outras atividades já estão acontecendo no espaço como os encontros de grupos de teatro e dança. Mas a partir de agora a programação se intensifica com o fim das reformas que deram uma nova cara ao espaço. Os interessados em participar da oficina podem ir até o espaço e fazer sua inscrição gratuita. O endereço é Rua Leonardo Vilas Boas, 539, duas quadras acima do Supermercado COGAL, o espaço é o antigo mercado Supereconomia.

O que: Oficina de Teatro de Rua com Grupo Tá na Rua -RJ
Onde: Espaço CUCA Araguaia - Rua Leonardo Vilas Boas, 539, duas quadras acima do Supermercado COGAL
Quando: às 17:00 nos dias 18, 19, 20 e 21 de Julho com apresentação no domingo 22, na praça da Matriz
Inscrições no local e gratuitas
Mais informações: 66-84021882/66-84080404

sexta-feira, 15 de junho de 2007

Entre em contato conosco e conheça o Espaço CUCA Araguaia

O Espaço CUCA Araguaia fica na rua leonardo vilas boas, 539, a duas quadras do supermercado Cogal. É um espaço de referencia para a juventude, os estudantes e a comunidade na produção e circulação da produção cultural das universidades e no diálogo com a cultura popular. Entre em contato conosco e conheça nosso trabalho. Participe!


Espaço CUCA Araguaia
Rua Leonardo Vilas Boas, 539
Duas quadras do mercado Cogal
CEP 78.600-000 Barra do Garças/MT
E-mail: cuca_araguaia@yahoo.com.br
www.cucaraguaia.blogspot.com

Sheila de Paula Borges
Coordenadora Geral
sheiladepaula_7@hotmail.com
66-84021882

Alexandre Rauh
Coordenador de Cultura
alexandrerauhujs@gmail.com
66-84040404

Leandro Nery
Coordenador Técnico
lfnery@bol.com.br
66-99549270

domingo, 10 de junho de 2007

Guarnieri, presente! CUCA e UNE inauguram Centro Cultural em homenagem ao ator


Cerca de 400 pessoas participaram. Entre as figuras que circulavam pelo novo espaço, estavam três ex-presidentes da UNE: o ministro do Esporte, Orlando Silva (95/97) e seu colega de pasta, Wadson Ribeiro (99/01); além do deputado federal Aldo Rebelo (80/81). Quem também passou por lá foi o ex-diretor da UNE, Danilo Moreira, hoje Secretário-adjunto da Secretaria Nacional de Juventude.

Velha guarda sempre presente! Mas o pessoal que leva adiante hoje a idéia também compareceram. O CUCA do Rio de Janeiro trouxe uma "van" com 15 pessoas. O pessoal de Votuporanga, no interior de São Paulo, que recentemente fundou um núcleo CUCA, também prestigiou a inauguração.

Com a casa lotada, no início da noite, por volta das 19h30, esquetes teatrais dirigidas por Heron Coelho contaram um pouco da vida e obra de Gianfrancesco Guarnieri, destacando sua produção artística sempre ligada à sua trajetória política. A apresentação contou com a participação de Vânia Bastos, Nábia Vilella, José Eduardo Rennó, Adriana Moreira, Rodrigo Fabbro, Junior Pitta, Rafael Moreira, IVO 60, Cia. de Domínio Público, Grupo A.L.M.A., além da participação especial de Marília Medalha.

Homenagens
Encerrada as apresentações, a viúva de Guarnieri, Vanya Sant’anna, e os familiares do ator foram homenageados com uma placa pelo presidente da UNE, Gustavo Petta e o Coordenador-geral do CUCA, Tiago Alves.

Visivelmente emocionada, Vanya disse que o momento era especial e toda aquela energia da juventude ali presente com certeza manteria a obra de Guarnieri mais viva do que nunca. Elogiou o espaço, que ela ainda não conhecia, e falou que a partir daquele dia o local seria a morada cultural e intelectual oficial do ator.

O presidente da UEE-SP, Augusto Chagas, numa referência ao sentido político e social que a obra de Guarnieri sempre carregou, fez questão de homenagear todos os trabalhadores envolvidos na obra. Ele entregou uma placa ao mestre de obras, "Seu Santos", e ao engenheiro Barreto.

Para Barreto, coordenar a construção de um Centro Cultural para a UNE é contribuir para que a veia contestatória da juventude continue sempre ativa. "Foi um prazer e acho que este espaço servirá para os estudantes darem continuidade à luta que sempre fizeram em defesa do país", disse.

Depois, o presidente da UNE e o Coordenador-geral do CUCA também receberam homenagens pela contribuição que deram para a cultura universitária ao levarem adiante a idéia de erguer o espaço.

Samba
O Grupo Inimigos do Batente deu continuidade à festa. O samba animou o pessoal até o comecinho da madrugada, quando a cuíca silenciou e o pandeiro parou. É que o CUCA, além de tudo, faz também a política da boa vizinhança. As atividades sempre vão ocorrer dentro dos horários da lei do silêncio, para que o sono dos moradores seja embalado pelo o que de melhor existe na atual produção cultural universitária.


Depoimentos
Durante a festa da inauguração, a reportagem do EstudanteNet colheu alguns depoimentos sobre o novo Centro Cultural. Confira:

Vanya Santanna - Viúva de Gianfrancesco Guarnieri
"O fato de existir este centro cultural é maravilhoso, porque a UNE tem uma tradição histórica de luta a favor da cultural popular. Este lugar aqui chamado Gianfrancesco Guarnieri levou a mim e a família toda a nocaute. O espaço é excelente. Todo mundo está muito feliz e alegre, o que dá uma sinergia fantástica. Acho que será uma maravilha esta convivência, já falei que daqui para frente este espaço será a morada cultural e intelectual do Guarnieri. Tudo quanto é coisa que for relacionada a ele eu quero contar com apoio da UNE"

Flávio Guarnieri - Filho de Gianfrancesco Guarnieri
"A homenagem foi belíssima, emocionante. Meu pai sempre foi um estudante muito ativo, na luta para que a gente tivesse um mundo mais digno, um mundo melhor. Conquistamos muitas coisas, graças a pessoas como Guarnieri, mas ainda temos muito a conquistar. Quando entrei no centro hoje eu vi isso. Vi que existe pessoas que realmente ainda estão preocupadas com um mundo melhor para todos, como o Guarnieri sempre se preocupou. O povo brasileiro ainda não é um povo livre, um povo totalmente independente. Ainda termos muito a buscar nesta liberdade. Uma coisa que é extremamente bonita é olhar para o lado e saber que existem muitos jovens dispostos a continuar nesta luta. Essa é uma das grandes homenagens que ele recebe enquanto vivo, porque Guarnieri pra mim está vivo, continuará vivo sempre em nossos corações e nos de todos os brasileiros"

Orlando Silva - Ex-presidente da UNE e atual Ministro do Esporte
"O Centro Cultural consolida o atual trabalho cultural da UNE. É importante destacar que a entidade tem uma história de participação e contribuição para a cultura nacional. Esse local aqui só vem mostrar que a UNE continua sintonizada com esta área e traz para o povo de São Paulo um espaço privilegiado para as manifestações artísticas da juventude. Com certeza será um lugar onde a criatividade e ousadia dos jovens estarão sempre presentes, mantendo viva a imagem do Gianfrancesco Guarnieri"


Cacau Guarnieri - Filho de Gianfrancesco Guarnieri
"Qualquer espaço que parta dos estudantes, que parta desta luta constante dos estudantes é sempre um espaço de resistência a mais na cidade. Se fosse uma homenagem para outra pessoa, e se meu estivesse vivo, com certeza ele estaria aqui presente. Não poderia ser outro lugar. Não são os empresários, não são os donos das coisas que estão homenageando o Gianfrancesco. São os estudantes de onde ele partiu. Ele partiu do movimento estudantil, da luta para o teatro. Acho que o importante mais do que nunca agora é seguir fazendo as coisas dessa forma, independente da mídia, das tendências que vem lá de cima. Cada vez que um estudante aqui fazer alguma peça, exibir um filme, fazer um show, vai ser um pouco do meu pai que estará presente e nós como filhos ficamos muito orgulhosos com isso".

Danilo Moreira - Ex-diretor da UNE e atual Secretário-adjunto da Secretária Nacional da Juventude
"Fazer um cuca funcionar aqui na sede das entidades na verdade consolida definitivamente o compromisso da UNE, da UBES e de todo o movimento estudantil com a cultura.. Sempre acompanhei de perto do trabalho cultural da UNE e era difícil você convencer a direção da entidade de que a cultura era uma coisa importante, um instrumento para a política e uma importância simbólica muito grande. É bom que isso seja jeito já baseado em uma de uma rede construída no país inteiro. O movimento estudantil abraçou e vez esta causa. O interessante agora é que não precisamos mais falar do passado, falar do CPC. Agora, falamos das Bienais e do trabalho real do CUCA que já tem uma história longa"

Gustavo Petta - Presidente da UNE
"O Centro Cultural foi construído para manter viva a obra de Gianfrancesco Guarnieri através das novas experimentações dos estudantes. A UNE sempre teve este caráter de incentivo à cultura, nunca esquecendo a sua importância na formação do povo brasileiro e na construção de uma identidade nacional. A partir de agora, aqui será a casa dos jovens artistas que tem comprometimento com tudo isso"

Ana Cristina - Atriz e Ex-Coordenadora do CUCA
"Fico muito feliz e impressionada com a disposição do pessoal que abarcou o CUCA e construiu este Centro Cultural. Quando perdemos nossa sede, no bairro Barra Funda, há dois anos, o projeto aqui em São Paulo acabou se desarticulando. Sem um espaço físico, acaba acontecendo uma disperssão natural., Por isso a importância deste belo espaço para o fortalecimento da rede cultural da UNE. Agora, é começar a produzir e dar vida ao local.


Wadson Ribeiro - Ex-presidente da UNE e atual Secretário Executivo do Ministério do Esporte
"Este espaço ajuda a consolidar um movimento iniciado já há algum tempo que sempre esteve muito presente na vida da UNE, que é o movimento cultural. È muito difícil ao criar um movimento cultural você ter um espaço que posso democratizar apresentações, espaço para intercâmbio, para troca de idéia, para promoção das coisas que são produzidas dentro da universidade... Então, acho que o espaço aqui hoje contribui neste sentido. Ele tem que ser um espaço do movimento estudantil. Para quem produz e não tem espaço dentro da indústria cultural, mas também para aqueles que tem espaço dentro do mercado e estão sintonizados com as idéias do CUCA. O que mantém vivo e faz com o CUCA se fortaleça e cresça é a dedicação de cada um que acredita na idéia. Espero que todos possam participar cada vez mais, porque esta é uma empreitada importante não apenas para o debate da cultura em nosso pais, da afirmação de valores, mas sobretudo está também ligada à construção do sonho de uma sociedade diferente"

Aldo Rebelo - Ex-presidente das UNE e hoje Deputado Federal
"A UNE sempre teve como ponto forte da sua atividade a cultura. Essa é a tradição da UNE. Tradição da cultura nacional com base nos valores da história, das tradições do nosso povo, do nosso país e com base também no caráter universal da luta pela liberdade. E acho que hoje é um momento importante da trajetória da UNE como uma entidade importante da vida não apenas dos estudantes da juventude, mas do povo brasileiro. A homenagem ao Gianfrancesco Guarnieri representa a opção da UNE pela cultura nacional, pela cultura popular, pela cultura da identidade do nosso povo que ele representa pela sua obra, pela sua trajetória de vida, pela sua opção não apenas como artistas, mas como intelectual militante. Pela vida que construiu a serviço de causas fundamentais para o Brasil, a causa da liberdade, a causa dos interesses do povo brasileiro"

Tiago Alves - Coordenador-geral do CUCA
"A figura do Gianfrancesco Guarnieri como ator militante sempre influenciou as nossas ações dentro do movimento estudantil cultural. O momento é de festa, mas também de muita responsabilidade. Carregamos o nome de um dos mais importantes a atores brasileiros das últimas décadas. Depois de um corre corre conseguimos inaugurar o espaço em tempo. Daqui para frente, vamos nos organizar melhor, definir a nossa programação e tocar o Centro Cultural com a um incentivo e disposição muito maiores"



Rafael Minoro
Fotos: Ana Dupas

Veja trecho da oficina do Núcleo de Teatro do CUCA com o Tá na Rua

Loading...

Prêmio Curta CUCA: Inscrições prorrogadas até 27/JULHO. Aproveite o 50º CONUNE e faça seu vídeo!

Prêmio Curta CUCA: Inscrições prorrogadas até 27/JULHO. Aproveite o 50º CONUNE e faça seu vídeo!
Celebrando os 70 anos da entidade, idéia do concurso é resgatar histórias do movimento estudantil brasileiro; serão cinco vencedores, que dividirão o prêmio de R$ 7. 500